Seguidores

Doçura


Doçura é a maestria dos sentidos.
Olhos que vêem o fundo das coisas,
ouvidos que escutam o coração das coisas,
boca que fala a essência das coisas.
Doçura é o resultado de uma longa jornada interior ao
âmago da vida e a habilidade de lá descansar e assistir.
O que é realmente doce nunca pode ser vítima do tempo,
porque doçura é a qualidade da pessoa cuja vida tocou a eternidade.

Brahma Kumaris


Quer ajudar também?



Vocês já devem ter visto aqui no meu blog algumas fotos da APAE Valinhos né?
Bom, faço trabalho voluntário com uma turma de adultos da Pré Oficina.
Através do scrap procuro trabalhar com eles cores, formas, coordenação, entre outras coisas.
É muito gratificante estar com eles!
Todo o material de scrap que usamos foi doado.
Se você também quiser nos ajudar ficaríamos muito felizes!!
Pode ser qualquer material de scrap ( papéis, enfeites, adesivos, ferramentas, tecido, fita), enfim o que você tiver aí na sua casa em bom estado.
É só entrar em contato comigo através do blog ou pelo email: danifumiepapel@gmail.com
Muito obrigada!!
bjusssssssssssssssss
Dani Fumie


Outra cegonha vem aí!!!!


A famosa e querida Femoca está gravidíssima!!!!
Soube da super notícia semana passada, antes da aula de frutinhas!!
Fê, fiquei moooito feliz!! P A R A B É N S ! ! ! ! ! !
Saúde e paz a vc e ao baby!

Aproveitando... muito obrigada por hje viu Fê?

bjus
Dani Fumie

Aula na Casa da Arte



Hoje dei aula no período da manhã na Casa da Arte.
Estavam lá as Mônicas e o João Gustavo.
Foi a primeira vez que a Mônica Kieme (que por acaso é minha irmã... rs) e o João
fizeram aula de scrap!
Acho que estou conseguindo viciá-los tb... hehehehe



João Gustavo e minha irmã Mônica Kieme


Mônica Martins fazendo a encadernação de um mini album


Mônicas e João Gustavo

Esqueci de tirar fotos dos projetos prontos... eita!

Tive o prazer de rever algumas queridas: Femoca e baby, Lina, Dani Roma,
Sônia Bergamo, Angélica e Rosana!!

Ahhhhh! Hoje é aniversário de Thama Otsu!
Parabéns novamente Thama!!
bjus
Dani Fumie

Você sabe o que é Serendipity?

Segundo Ana Stela Bilange, Serendipity é uma palavra inglesa que significa: “faculdade (capacidade, tendência) de fazer, acidentalmente, descobertas felizes e inesperadas”.Como técnica artesanal é bastante usada pelos artesãos no mundo inteiro, principalmente na área do papel.
Consiste basicamente em colagens de retalhos de papéis. É, portanto, uma ótima técnica para você reciclar os retalhos e sobras de papéis.
Ela permite você fazer uma nova folha de papel “estampada” com todos os pequenos retalhos e sobras de papéis que nós artesãos nunca jogamos fora. Ajuntando e colando essas sobras de papéis em diferentes formatos cria-se alguma coisa nova, inusitada e que não se repetirá.

Foi lançado um desafio no grupo Cartões Scraps e afins do qual eu faço parte, teríamos que montar um background e depois um projeto com ele. Olhem como ficou o meu:


Fiz um background com retalhos de papel...


... e o resultado foi esse cartão natalino!!
Adorei a técnica!
Obrigada Ana Stela!
bjus
Dani Fumie


I Feira do livro de Jaguaríuna

Há algumas semanas soube pela minha irmã Ana Tieko que haveria uma feira do livro em Jaguaríuna.
Pois é, ela começou na última quinta feira, dia 22 de outubro e vai até domingo, dia 26.

Hoje a noite vai ter apresentação do grupo 14 Bis. Amanhã Circuladô de Fulô e no encerramento Guilherme Arantes.
Amanhã tem palestras com o escritor Mário Prata e com o jornalista Mauricio Kubrusly.
Tudo de grátis!
Aqui tem a programação.
Acho que vale a pena fazer uma visita!
Valeu pela dica Ana!
bjus
Dani Fumie


CONSELHOS DE UM VELHO APAIXONADO


Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.

Se os olhares se cruzarem e, neste momento,
houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta:
pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.
Se o toque dos lábios for intenso e se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d'água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.

Se o 1º e o último pensamento do seu dia for essa pessoa,
se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Algo do céu te mandou um presente divino:O AMOR.

Se um dia tiverem que pedir perdão um ao outro
por algum motivo e,em troca, receber um abraço, um sorriso, um afago nos cabelos e os gestos valerem mais que mil palavras, entregue-se: vocês foram feitos um pro outro.

Se por algum motivo você estiver triste,
se a vida te deu uma rasteira e a outra pessoa sofrer o seu sofrimento, chorar as suas Lágrimas e enxugá-las com ternura, que coisa maravilhosa: você poderá contar com ela em qualquer momento de sua vida.

Se você conseguir, em pensamento,
sentir o cheiro da pessoa como se ela estivesse ali do seu lado...

Se você achar a pessoa maravilhosamente linda,
mesmo ela estando de pijamas velhos,
chinelos de dedo e cabelos emaranhados...

Se você não consegue trabalhar direito o dia todo,
ansioso pelo encontro que está marcado para a noite...

Se você não consegue imaginar, de maneira nenhuma,
um futuro sem a pessoa ao seu lado...

Se você tiver a certeza que vai ver a outra envelhecendo e,
assim, tiver a convicção que vai continuar louco por ela...

Se você preferir fechar os olhos, antes de ver a outra partindo: é o amor que chegou na sua vida.

Muitas pessoas apaixonam-se muitas vezes na vida,
mas poucas amam ou encontram um amor verdadeiro.

Às vezes encontram e, por não prestarem atenção nesses sinais deixam amor passar, sem deixa-lo acontecer verdadeiramente.
É o livre-arbítrio.
Por isso, preste atenção nos sinais.
Não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem
cego para a melhor coisa da vida: O AMOR !!

Carlos Drummond de Andrade

Há nove anos encontrei meu amor!!!!


Rosa branca


Genteim, olhem que maravilhosa essa tela!!!
Eu precisava compartilhar essa beleza com vocês!!
Adooooooro as telas do Ernandes Silva!!
O Ernandes além de pintar moooooito, é uma pessoa hiper agradável, carinhosa e atenciosa!
Ele dá aulas na Casa da Arte em Campinas e em Americana.
bjus
Dani Fumie


Acarmô?

Essa é de mineiro!!!

Numa estradinha, o mineiro dono de um alambique, entra na traseira de uma
BMW novinha em folha e acaba com o carro.
O dono da BMW sai que é uma fera pra cima do mineiro, que diz:
'Carma moço tudo se resorve.....'
'Resolve nada seu *&¨%$#!)(*+#$% !!!!'
'Carma....toma uma aqui da minha fazenda...é da boa que o sinhô vai si
acarmá...'
O cara toma uma.
'Acarmô?''
'Acalmei nada!!!
'Então toma mais uma...'
E assim foi, depois de uma meia dúzia o mineiro:
'Acarmô?'
'Sim, agora sim!'
'Intão agora nóis vamu sentá aqui i chamá a polícia pra fazê o tar di
bafômetro i vê quem tá errado!'

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Scrap Decor : enfeites de Natal

Ois!!! Estou preparando alguns enfeites de Natal para ensinar a vocês nas próximas aulas! Aguardem que logo logo posto mais coisinhas lindas de Natal!


Bola de Natal para a árvore


Móbiles

Tags para presentes ou para pendurar na árvore
bjus
Dani Fumie


Minha mulher faz scrapbooking

Eu vou lhe contar tudo, desde o início...
Ela sempre gostou de artesanato. Adorava freqüentar feirinhas, comprava coisas pra alegrar a casa, até fazia um bordado de ponto cruz de vez em quando.
Um dia, uma amiga que tinha chegado dos Estados Unidos trouxe uma revista. Uma simples revista. Inofensiva. Pelo menos, era o que eu pensava... Já estávamos casados há alguns anos, dois filhos, tudo ia bem na nossa vida. Mas aquela revista...
Era uma revista com uns trabalhos de recortar e colar fotos, fazer álbuns de fotografia, algo assim! Minha mulher ficou encantada com uns álbuns e falou: - Nossa! Que lindo isso!! Será que é difícil de fazer ? E a amiga disse: - Acho que não. Olha só, aqui no final da revista tem uns PAPs e umas explicações. Eu te empresto a revista e você tenta.
Ela deixou a revista num canto e ficou se enrolando uns tempos. Até que vieram as férias e ela reclamou que estava sem saber o que fazer nos dias em que passaríamos na praia. E eu sugeri: - Por que você não tenta aqueles trabalhos da revista que a sua amiga te emprestou? Faz semanas que está aí. Se não for pra fazer é melhor devolver. Quando penso que EU sugeri! Não consigo me conformar...
Ela saiu, comprou uns papéis, cola, adesivos, régua, base de corte e, no final de uma tarde, tinha uma página pronta. Me mostrou, orgulhosa do resultado e eu incentivei.
EU INCENTIVEI!!! Mesmo não entendendo nada daquilo, dava pra ver que não tinha ficado lá essas coisas! Onde já se viu um velocípede e uma peteca voando no meio de umas fotos, sem nada ter a ver com o tema das mesmas, já que eram as fotos do nosso último natal e nem as crianças tinham ganhado isso de presente! Mas ela estava empolgada e já tinha descoberto um curso numa loja longe de casa!
O curso durava 4 semanas, só que ela convenceu a professora de que não poderia, por causa do trabalho, fazer em 4 semanas. Precisava fazer em 1, já que seria só pra ter uma base! Afinal, aquilo era só um hobby, não era? Foi aos poucos. Eu nem percebi. Hoje eu olho pra trás e tento identificar o momento em que tudo começou, mas não consigo... No começo foi legal, ela estava empolgada, alegre. Logo terminou um álbum, "ALL ABOUT ME" ela disse.
Comecei a ouvir as conversas dela pelo telefone com as amigas e vi que era uma linguagem incompreensível pra mim: - Oi! Terminei meu STAR BOOK! Sério. Não, fiz um lift da Elsie misturado com a Lisa! Juro! Usei um emblishment de vellum, outros eu fiz heat emboss, com as bordas "inkadas". É verdade! Tô tão orgulhosa... Usei até meu crocodilo! Agora estou aqui pensando se faço um flag book ou um lift de um ABC.
O que vc acha? ABC? Dry Emboss? Heat emboss? Crocodilo? Crocodilo pra mim sempre foi um bicho, mas, aparentemente, eu estava enganado. Nossa comunicação estava começando a ficar difícil.
Agora, grampeador,lá em casa se chama Fastenator. Copiar é liftar. Mas o pior nem era isso... O problema era a invasão silenciosa da nossa casa. Aos poucos começamos a encontrar papéis, livros, e todo tipo de material de scrap em todos
os cantos. Sentar no sofá era um perigo! Ser picado por um agulhão era o mínimo que podia acontecer. Isso, claro, quando a gente conseguia um espaço pra sentar. Geralmente tudo estava tomado por papéis, tintas, carimbos, linha e agulha!
A empregada não podia jogar nada fora sem antes mostrar a ela! Tudo servia: a lata de Nescau, de leite ninho, milhões de potes invadiam as estantes e armários! Uma estante foi tomada pelos livros e revistas de scrapbooking que chegavam dentro de sacolas a cada vez que ela saía e passava numa livraria ("estava em promoção, olha só!"), mas também pelo correio, com as coisas que ela pedia pela internet ("você sabia que livros NÃO PAGAM imposto de importação? Não é o máximo?").
Papéis então... Estavam por tudo. Acho que algum cientista ainda vai descobrir que papéis têm vida própria e que, ainda por cima, se reproduzem! Afinal, como explicar às vezes em que eu fui pegar um papel para escrever algo ou embrulhar um presente e a pilha que antes tinha 30 cm de altura agora tem 40! Sem contar que quando ela viu, deu um grito e disse: - O QUÊ?! Você não está pensando em escrever ou embrulhar um simples presentinho num Acid Free Kraft White Paisley Making Memories by Jennifer McGuire, né? Não sei quem é essa Jenni-não-sei- o-que, mas deve ser alguém muito importante.. . Muito mais do que eu e nossos filhos que jã não tinham roupas novas porque sempre tinha um novo lançamento de uma nova linha de uma nova loja.
E sempre a mesma desculpa: - A gente tem que estar sempre renovando nosso estoque de papéis e ferramentas por que senão o projeto não vai ficar fashion! Vai ficar horrível! Horrível, na verdade, tinham ficado nossos almoços e jantas... Primeiro ela começou a fazer só coisas super rápidas (afinal, tinha ficado Scrapeando até as barrigas roncarem mais alto do que a martelada para colocar um ilhós), depois começaram os PFs, já que não tinha nenhum espaço na mesa que não fosse tomado por papel, tecidos, régua, tesouras, cola, etc., etc., etc. E ai de quem tentasse apoiar o prato ou copo num pequeno espaço da mesa!
Afinal de contas, scrap, água e comida não podem estar juntos!
Num domingo, estávamos todos em casa quando, de repente, tocou um despertador. Eu levei um susto! Perguntei porque o despertador estava tocando no meio da tarde e não acreditei na resposta que ela deu sem nem levantar os olhos do LO que estava fazendo: - Ah! É o horário de ir buscar as crianças na escola. Eu coloquei pra despertar pra eu não esquecer... Você sabe, quando eu pego num LO não vejo a hora passar!
E esqueci que hoje era domingo e não desliguei! E tem mais!
Nos armários, começaram a aparecer caixas e mais caixas. Aliás, as caixas estavam também na sala, do lado do sofá, no nosso quarto, do lado da cama, na área de serviço...
Essas caixas eram um mistério pra mim, até que um dia interceptei uma conversa, e vi que a coisa era ainda pior do que eu imaginava! - Tô arrasada. Tenhos uns 30 kits aqui em casa e, pelo menos, uns 10 UFO's(=Unfinished Objects). Não, ainda não consegui dar um fim naquele LO, acredita? Só faltam os fuxicos e eu não me animo!
O problema é que tem pelo menos uns outros 10 que eu quero começar, mas
estou me segurando. Então, menina, tem aquela revista japonesa que tem uns transparencies LO's que são demais! Mas eu já disse que só pego depois de terminar, pelo menos aquele com os ghost que estão há séculos no quarto!!! E continuou a conversa... - Então... é só pegar enfiar, abrir as perninhas e dar uma batidinha. Está pronto! - É... tenho que fazer como você! Dar um fim nas primas! Dentro das sacolas tinham UFOs?!!!
Minha mulher estava recebendo marcianos em casa e ainda fazendo fuxicos com eles? Logo ela, que nunca foi de falar mal da vida de ninguém! Será que ela estava a ponto de ser abduzida?! E que história era aquela de fantasma no quarto? Com certeza tinha a ver com esse tal de LO! E essa história de abrir as pernas... dar fim nas primas!!!
Será que está participando de alguma quadrilha? E se a polícia baixasse aqui em casa? A NASA, a CIA, o FBI? Já estava até vendo a cena... Helicóteros sobrevoando a casa, as crianças apavoradas num canto e aqueles homens em macacões e capacetes de astronauta entrando na casa, vasculhando tudo e dizendo: "Soubemos que a dona dessa casa mantém LO's em casa, além de ter UFOs reféns, presos em caixas. E ela, com ar de desdém "Humpf, esse macacão deles podia pelo menos ter um scrapzinho! Uns apliques! Deveriam customizar esses macacões"
Achei que aquilo tudo já estava indo longe demais! Falei com ela, tentei ser compreensivo. Disse que estava sentindo falta dela, de passearmos juntos, só nós dois, propus uma viagem. Ela relutou por uns tempos, mas depois aceitou. Ficou bem feliz com a idéia. Feliz demais, até. Eu devia ter desconfiado. ..
Ela disse que organizaria tudo, que passaríamos 04 dias num lugar bem romântico. Na volta, ela dizia pra todo mundo: - Não sei porque ele ficou tão bravo!
A gente saiu pra passear todas as noites! Cada foto maravilhosa!!! E depois, ele sempre reclama que trabalha demais, que está sempre cansado...
Quando eu arranjo dias inteiros pra ele ficar de papo pro ar, sem fazer nada, dormindo até tarde ele acha ruim! Agora, amiga, vou te contar: a feira, a 25 e o Scrapday foi TU-DO-DE-BOM! !! Comecei a ficar desesperado.
Procurei os maridos das amigas dela e vi que todos estavam na mesma situação. Criamos um grupo de auto-ajuda, e nos reuníamos, enquanto elas faziam crops, pra trocar experiências.
As histórias eram escabrosas! - Levei minha mulher pra uma viagem à Itália pra ver se ela se desligava um pouco. Quando entramos na Basílica de São Marcos, em Veneza, ela deu um grito e caiu de quatro! Ficou o tempo todo olhando só para o chão. Disse que era uma fonte de inspiração infinita pros LO dela. Quis tirar foto, era proibido, então ela se ajoelhou e ficou desenhando, tirando os modelos. Todo mundo olhando pras obras de arte, pros mosaicos, e ela ali, copiando o chão e a parede!
E foi a mesma coisa em todas as outras cidades, Milão, Florença... Eu já não sabia mais o que fazer. Além de ter que ficar minutos numa mesma posição até obter a foto ideal para determinado LO. Quase cair num chafariz porque o ângulo tinha que pegar a parede da cor que parecia com o papel X que ela tem! Agora ela só fala em participar de um cruzeiro nas Bahamas. Scrap Cruise! 24 HOUR

NON STOP CROPPING! -

Comigo foi pior! Tinha uma obra perto de casa. Uma nova linha de ônibus. Eles estavam instalando os postes de luz e os tais postes vinham embrulhados em um tipo de papel, sei lá. Só sei que ela foi até o meio da obra, uma rodovia!, e saiu carregando pacotes e mais pacotes daquele papel! Eu perguntei: "E se a polícia te pega roubando material na rua?" E ela disse: "Imagine! Eles iam JOGAR FORA! Quer heresia maior do que jogar esse papel super diferente fora?! Dá uma cobertura excelente pra usar nos chips!".
Eu fiquei em pânico pensando que a gente ia começar a comer papel em cima das batatas, pois "chips"pra mim era batata... -
Isso não é nada! Minha mulher voltou a estudar inglês. Eu fiquei contente porque pensei que, enfim, ela estava se libertando dessa coisa. Nada disso! Ela voltou a estudar inglês pra poder assistir um canal americano de scrapbooking pela internet! 24 horas por dia! Isso sem falar que é para participar de uma tal de CKU ou CHA. O que é que eu vou fazer? E começou a soluçar.
Os outros maridos, penalizados, ofereceram mais uma cerveja e suspiraram em uníssono! Todos sabiam muito bem o poder da Internet! E agora, depois do tal de Orkut, as coisas tinham piorado!
Um deles andou bisbilhotando o perfil da mulher e descobriu que ela agora fazia parte de uma comunidade (que ele já estava a ponto de chamar de 'seita') chamada (com muita razão, diga-se de passagem) de Scraphólicas Anônimas!!! É o fim! É por isso que eu vim aqui, Doutor.
Vim para saber se isso tem cura, se tem alguma coisa que eu possa fazer pela minha mulher!
O médico era um especialista. Uma das maiores referências nacionais em Psiquiatria. Esse médico era realmente a última esperança de toda a família. Depois de escutar toda a história em silêncio profundo, com os braços cruzados sobre o peito e o olhar grave, o médico apoiou os cotovelos sobre a mesa, respirou fundo e disse: - Bem... Por acaso o senhor não poderia me dar o endereço desse grupo de maridos? Minha mulher também faz Scrapbooking!!!

(autor desconhecido)

Noooooossssaaaaaaa!!! Que coincidência... kkkkkkkkkkkkkkkkkkk



Os 10 mandamentos do scrapbooking

I - O Scrapbook é o registro de tuas memórias, e deverás usar apenas produtos adequados para arquivamento
II - Não usarás o termo "acid-free" em vão
III - Não esquecerás tua câmera, e sempre a manterás preparada
IV - Honrarás tuas fotos e memorabília com lindos papéis e enfeites
V - Não matarás tuas fotos por cortá-las em excesso
VI - Não te comprometerás a uma composição até que a página te agrade
VII - Não roubarás idéias de outras páginas para submeter como tuas para publicações em revistas e sites
VIII- Não levantarás falso testemunho sobre o envio de teu pacote em trocas
IX - Não cobiçarás a maravilhosa caligrafia do próximo
X - Não cobiçarás o lindo material alheio


VI Jantar de cultura japonesa

No último sábado, dia 18 de outubro fomos no VI Jantar de cultura japonesa no Nipo/Campinas.Yakisoba a vontê!!! Dilícia!!!!


Estava lotadééééééérrimo!!!
A apresentação de Taiko foi tdb!!!
Adorei tudo!!!
bjus e até
Dani Fumie


Namastê

VIPS do mini album de frutinhas!


Tia Thama Otsu, Mari, Femoca, Paty, Ale e a F.Ju.




Mais momentos frutas!


A capa, em que eu fiz usando costura japonesa.


Spring card de boas vindas e moranguinho de origami 3D.


Não podia faltar meus cupcakes personalizados né?


Outro mimo que eu fiz às minhas alunas: um marcador de livro.


Oração a mim mesmo


Que eu me permita
olhar e escutar e sonhar mais.
Falar menos.
Chorar menos.
Ver nos olhos de quem me vê
a admiração que eles me têm
e não a inveja que, prepotentemente, penso que têm.
Escutar com meus ouvidos atentos
e minha boca estática,
as palavras que se fazem gestos
e os gestos que se fazem palavras.
Permitir sempre
escutar aquilo que eu não tenho
me permitido escutar.
Saber realizar
os sonhos que nascem em mim
e por mim
e comigo morrem por eu não os saber sonhos.
Então, que eu possa viver
os sonhos possíveis
e os impossíveis;
aqueles que morrem
e ressuscitam
a cada novo fruto,
a cada nova flor,
a cada novo calor,
a cada nova geada,
a cada novo dia.
Que eu possa sonhar o ar,
sonhar o mar,
sonhar o amar,
sonhar o amalgamar.
Que eu me permita o silêncio das formas,
dos movimentos,
do impossível,
da imensidão de toda profundeza.
Que eu possa substituir minhas palavras
pelo toque,
pelo sentir,
pelo compreender,
pelo segredo das coisas mais raras,
pela oração mental
(aquela que a alma cria e
que só ela, alma, ouve
e só ela, alma, responde).
Que eu saiba dimensionar o calor,
experimentar a forma,
vislumbrar as curvas,
desenhar as retas,
e aprender o sabor da exuberância
que se mostra
nas pequenas manifestações
da vida.
Que eu saiba reproduzir na alma a imagem
que entra pelos meus olhos
fazendo-me parte suprema da natureza,
criando-me
e recriando-me a cada instante.
Que eu possa chorar menos de tristeza
e mais de contentamentos.
Que meu choro não seja em vão,
que em vão não sejam
minhas dúvidas.
Que eu saiba perder meus caminhos
mas saiba recuperar meus destinos
com dignidade.
Que eu não tenha medo de nada,
principalmente de mim mesmo:
- Que eu não tenha medo de meus medos!
Que eu adormeça
toda vez que for derramar lágrimas inúteis,
e desperte com o coração cheio de esperanças.
Que eu faça de mim um homem sereno
dentro de minha própria turbulência,
sábio dentro de meus limites
pequenos e inexatos,
humilde diante de minhas grandezas
tolas e ingênuas
(que eu me mostre o quanto são pequenas
minhas grandezas
e o quanto é valiosa
minha pequenez).
Que eu me permita ser mãe,
ser pai,
e, se for preciso,
ser órfão.
Permita-me eu ensinar o pouco que sei
e aprender o muito que não sei,
traduzir o que os mestres ensinaram
e compreender a alegria
com que os simples traduzem suas experiências;
respeitar incondicionalmente
o ser;
o ser por si só,
por mais nada que possa ter além de sua essência,
auxiliar a solidão de quem chegou,
render-me ao motivo de quem partiu
e aceitar a saudade de quem ficou.
Que eu possa amar
e ser amado.
Que eu possa amar mesmo sem ser amado,
fazer gentilezas quando recebo carinhos;
fazer carinhos mesmo quando não recebo
gentilezas.
Que eu jamais fique só,
mesmo quando
eu me queira só.
Amém.
Oswaldo Antonio Begiato

Lágrima...


" A lágrima não dói... o que dói é o motivo pelo qual ela escorre no nosso rosto..."
(autor desconhecido)

É... tenho que ouvir mais os conselhos do meu marido...






13 de outubro dia do fisioterapeuta

Acho que poucas pessoas sabem que sou fisioterapeuta né?
Me formei em 1997, na PUC Campinas, faço parte da XXII turma.
Trabalhei em hospital, em clínica de ortopedia, mas minha paixão sempre foi neuro adulto.
Há cerca de 4 anos decidi por motivos pessoais me afastar da fisioterapia... engraçado... mas nunca me desvinculei totalmente a ela...
Então, feliz dia do fisioterapeuta!!!
Um beijo especial para Dra. Maira Ridolfi, fisioterapeuta e minha amiga querida!


Alguns momentos da aula das frutinhas...




Tá chegando a aula do mini de frutinhas!!!!


ÊÊÊÊÊÊÊÊ!!!!
Depois de amanhã daremos a aula do mini album de receitas!
Tudo foi preparado com muito amor!!
O mini está lindo, lindo!!
E as sobremesas... huuuuuuuuuum!!
DELÍCIA!!!

As duas turmas já estão lotadas!!

E atendendo a pedidos pretendemos abrir outras turmas!
Aguardem!!!
bjus
Dani Fumie


Gift card




Fiz esse cartão hoje a tarde usando minha Scor Pal!! SHOW!

E o carimbo de flor é da Stampin Up do set "Eastern Blooms".
bjusssssssssss e até mais
Dani Fumie


Pense nisso...

Recebi hoje por email, do meu marido que eu tanto amo!
Olhem que lindo:


Às vezes, quando tudo dá errado acontecem coisas tão maravilhosas que jamais teriam acontecido se tudo tivesse dado certo.

Goste de alguém que te ame, alguém que te espere, alguém que te compreenda mesmo nos momentos de loucura.

De alguém que te ajude, que te guie, que seja seu apoio, tua esperança, teu tudo.

Goste de alguém que não te traia, que seja fiel, que sonhe contigo, que só pense em ti, no teu rosto, na tua delicadeza, no teu espírito; E não só no teu corpo, nem em teus bens.

Goste de alguém que te espere até o final, de alguém que sofra junto contigo, que ria junto a ti, que enxugue tuas lágrimas; Que te abrigues quando necessário, que fique feliz com tuas alegrias e que te dê forças depois de um fracasso.

Goste de alguém que volte para conversar depois da briga, depois do desencontro. De alguém que caminhe junto a ti, que seja companheiro, que respeite tuas fantasias, tuas ilusões.

Goste de alguém que te ame.

Não goste apenas do amor.
Goste de alguém que sinta o mesmo por vc.

***William Shakespeare***


Quem sou eu

Quer falar comigo?

Para encomendas: danifumiepapel@gmail.com

Para receber as atualizações do meu blog em seu e-mail, digite-o no campo abaixo:

Enter your email address:

Delivered by FeedBurner

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin
Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog